domingo, 22 de janeiro de 2012


Sabe, eu tenho sentido a sua falta. Em uma proporção que nem dá pra explicar. Nesse meu coração pequenininho que ama sem medidas, sem esforço, que tem amor incondicional para todos que entram em minha vida... fica dificil medir, não dá pra dar amor comedido, comigo é assim, tudo ou nada. Meu jeito de amar, confesso, as vezes é meio difícil de acompanhar. Mas a forma que eu te amo, o jeito que eu te amo... é tão puro, e real, e honesto, que as vezes tenho medo de ser inocente demais, bom demais. Um sorriso seu, e eu sou tua. Se você se afasta, isso me destrói. Já tentei não amar, mas quem seria eu se não amasse tanto? Porque as vezes o amor e a inocência é tudo que nós temos!