quinta-feira, 10 de abril de 2014

Só não me deixe esquecer


Só não me deixe esquecer de você, não poderei lidar com isso. Não me deixe esquecer que você existiu, não me deixe esquecer o sabor de seus lábios, as lágrimas, as palavras, as conversas que duravam toda a madrugada e as que duravam toda a nossa viagem de verão, que parecia ser apenas uma única e boa noite.
Não me deixe esquecer as músicas, os abraços, os chocolates. Eu não poderei sobreviver sem me lembrar do seu rosto, do seu cabelo, de seus músculos, de seu peitoral sem camisa, de seus sonhos, das vezes em que você me abraçava e me mandava calar a boca, das nossas brigas, de quando começou a ficar difícil, e da eletricidade que não nos deixava desistir quando estava insuportável. Não me deixe esquecer dos seus olhos, e principalmente do seu cheiro. Mesmo que você não me ame mais, mesmo que eu não te ame mais, mesmo que a vida tenha nos levado para países completamente opostos no mapa mundi. Não me deixe esquecer que um dia eu amei você. Mesmo que você se esqueça.